“Há indícios claros de que um golpe está em curso no país”, afirma Ciro Gomes

11/05/2022


Foto: istoe.com.br

 

Em sua tradicional live, nesta terça-feira (10), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) falou sobre o atual cenário político e ressaltou que há indícios de que esteja em curso um golpe no Brasil. Diante dessa suposta ameaça, o ex-governador do Ceará salientou que a união entre os partidos é fundamental neste momento. 

 

Conforme palavras de Ciro, que tem se firmado como protagonista da chamada terceira via, as “ações golpistas” são muito sofisticadas, envolvendo uma guerra de informação, contrainformação e espionagem. “É preciso que todos os candidatos, de todos os partidos, sentem imediatamente à mesa para denunciar isto publicamente ao Brasil e ao mundo. Faço esta convocação e espero ser ouvido por todos os demais candidatos”, afirmou. 

 

O comentário de Ciro foi motivado pelas recentes indagações das lideranças bolsonaristas das forças armadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), colocando novamente em dúvida a idoneidade do sistema eletrônico de votação. Esses questionamentos dos militares têm suscitado preocupação das instâncias republicanas no que tange a uma possível adesão do exército a ações antidemocráticas. 

 

Em artigo publicado no jornal O Globo, Scott Hamilton, diplomata aposentado do Departamento de Estado dos Estados Unidos, comentou sobre a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro (PL) está à frente desse plano contra a democracia no país. "O governo dos Estados Unidos deveria deixar claro a Bolsonaro que uma tentativa de interferir na integridade das eleições será objeto de repúdio absoluto e de sanções punitivas a todos os envolvidos, impostas simultaneamente por um amplo grupo de países”, escreveu