"Lula tem algo comigo", diz Suplicy ao ser 'esquecido' de evento do PT

22/06/2022


Foto: Reprodução

 

Nesta terça-feira (21), durante a apresentação de diretrizes para o plano de governo de Lula-Alckmin, um fato inusitado chamou atenção, quando o vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) interrompeu a fala do ex-ministro Aloizio Mercadante, afirmando que não havia sido convidado para o evento. Um dos objetivos do encontro foi discutir o Renda Básica Cidadania, um programa de renda defendido por Suplicy.

 

No momento da interrupção, Suplicy, que foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, alegou que não foi convidado por Lula e afirmou que o ex-presidente pode ter algo contra ele. “Não me convidou para essa reunião. Soube ontem à noite. [Lula] deve ter alguma coisa comigo, porque não me convidou”,disse o vereador. 

 

Como justificativa ao “esquecimento” do convite a Suplicy, Mercadante ressaltou que não era responsável pela presença de todos que estavam no evento, mas que o colega teria a oportunidade de debater a proposta. “Em relação à proposta, este é apenas o início do processo. Você terá a chance de discutirmos. Recebemos 51 proposta, a sua é uma delas, vamos discutir junto com a coordenação em momento oportuno”.

 

Com a insistência de Suplicy, Mercadante assumiu um tom mais agressivo, enfatizando que o ex-senador teria o mesmo tratamento de todos que estavam na reunião. “Suplicy está no partido há 42 anos e terá toda a diferença de tratamento, mas também tem o mesmo direito que todos têm em apresentar e discutir propostas, e vai ter que discutir democraticamente como sempre fazemos. Você poderia olhar com mais cuidado. Vossa excelência cometeu graves injustiças aqui, mas estou acostumado, é assim mesmo”, declarou Mercadante.