Cinema itinerante movido a energia solar chega ao RN com sessões gratuitas em nove cidades

28/07/2022


Foto: Divulgação

 

A magia do cinema movido a energia solar é a proposta do CineSolar, que chega ao Rio Grande do Norte com atividades culturais para a população de nove cidades. O projeto inclui oficinas, interação com a comunidade e sessões de cinema. O público pode conhecer a estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz, instalada no próprio veículo que carrega o cinema.

 

O projeto esteve em Goianinha, nesta quinta, 28, e segue na sequência para Natal, dia 29, com oficina de 14h30 às 17h, no Movimento Cultural Nossos Valores, Travessa Gameleira, 25, Redinha. A sessão de cinema é às 19h, com ‘Cine Holliúdy’. A organização promete outras atrações: pipoca e estação móvel de ciências, arte, tecnologia, sustentabilidade e cultura de paz. O local é a Escola Municipal Professora Noilde Pessoa Ramalho, Rua Manoel Caetano, 379, Comunidade da África, Redinha, mas em caso de chuva, a sessão acontece na sede do Movimento Cultural Nossos Valores (Barracão do antigo Sopão)

 

Dia 30, o CineSolar segue para Monte Alegre. A programação, com o filme Rio 2´, começa às 18h, na Quadra descoberta de Sobrado I. Em caso de chuva, no Ginásio da Escola Municipal Lindo Rufino, Rua da Igreja, 58.

 

Em Ceará-Mirim, dia 1º de agosto, às 17h30, tem Sarau Poético: exposição artística, apresentação musical do grupo Toque de Pífano e sebo cultural (Goto Seco). Em seguida, às 19h, sessão de curtas-metragens e a apresentação, às 20h, de ‘O Auto da Compadecida’. O local é a Quadra do CEU - Centro de Artes e Esportes Unificado de Ceará-Mirim, Rua Touros, 115 - Conjunto Novos Tempos.

 

Vera Cruz recebe o CineSolar dia 2, com Oficinema Solar on-line para alunos do 6º ano da Escola Municipal Professora Ascendina Lustosa, das 8h às 11h. A Sessão Cinema começa às 19h com os curtas-metragens, seguido de ‘Cine Holliúdy’. O local é a Praça de Eventos Prefeita Natália Pinheiro - Conjunto Vila Real. Em caso de chuva, o Ginásio do Vila Real, Conjunto Vila Real.

 

Em Lagoa de Pedras, dia 3, a programação é a seguinte. Oficinema Solar para alunos da Escola Municipal Santa Luzia, das 14h30 às 17h. A sessão de cinema começa às 19h e prossegue com a exibição do filme ‘Turma da Mônica: Laços’. O local é Praça do Sanfoneiro. Se chover, a programação é transferida para a quadra ao lado da praça.

 

São Miguel do Gostoso recebe o projeto por dois dias. No dia 4, as sessões começam às 18h, com curtas-metragens e a exibição de ‘Cine Holliúdy’, às 19h. O local é a Escola Municipal Professora Maria Solidade Coelho de Oliveira, Assentamento Novo Horizonte. Na sexta, 5, tem Oficinema Solar para alunos da Escola Municipal Margarida Alves, das 14h30 às 17h. A sessão de curtas começa às 19h e o filme em seguida é o ‘O Auto da Compadecida’.

 

Em Alexandria, dia 8, tem Oficinema Solar on-line, de 8h às 11h, no Centro Administrativo de Assistência Social. A sessão de curtas começa às 18h e o filme em exibição será ‘Turma da Mônica: Laços’, no Terminal Rodoviário Largo Zé Newton - RN-079, 817, Cascalho.

 

O projeto fecha a programação em Tenente Ananias, dia 9. A sessão de curtas começa ás 18h e o filme em seguida é ‘Cine Holliúdy 2: A Chibata Sideral’. O local é a Praça Prestes da Rocha Formiga, Bairro dos Olinto. Em caso de chuva, o Ginásio Poliesportivo Vicente Jacome da Costa.

 

Sobre o projeto

O CineSolar é o primeiro cinema itinerante do Brasil movido a energia limpa e renovável: a energia solar. Funciona através de duas vans, batizadas de Tupã e Mahura, que foram grafitadas e adaptadas com as placas fotovoltaicas e o sistema de conversão de energia e armazenamento, com 20 horas de autonomia. Cada veículo também carrega 110 cadeiras e banquetas para o público e todo o sistema de som e projeção para o cinema.

 

Além de tudo isso, o espaço se transforma em uma sala de aula onde o público é convidado a entender, de maneira descontraída e divertida, como a luz do sol se transforma em energia elétrica. Os infográficos, a iluminação e a decoração especial - feita com materiais reciclados e objetos com princípios de magnetismo e eletricidade como laser e bola de plasma - são uma atração à parte, que encanta pessoas de todas as idades.

 

O projeto viaja por várias regiões do país para realizar sessões gratuitas de cinema, com o objetivo de democratizar o acesso às produções audiovisuais (principalmente nacionais), promover ações e práticas sustentáveis, a inclusão social, difundir a tecnologia da geração de energia fotovoltaica e levar alegria com a temática socioambiental a todas as pessoas.

Oficinema

Além das sessões de cinema, o CineSolar realiza diversas oficinas que integram arte, tecnologia e sustentabilidade, e difundem práticas sustentáveis para o dia a dia, desde a separação dos lixos à reutilização de materiais recicláveis. Pelo Circuito Meta serão 27 oficinas. Nas cidades de Goianinha, Natal, Vera Cruz, Lagoa de Pedras, São Miguel do Gostoso e Alexandria, a Oficinema Solar utiliza a linguagem audiovisual e jogos cooperativos, com crianças e jovens estudantes da rede pública.

 

No encontro são abordados temas da permacultura, agroecologia, bioconstrução e a Carta da Terra, além dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) propostos pela ONU (Organização das Nações Unidas). Todas as ações são gravadas, um filme é produzido com os participantes, editado no mesmo dia pela equipe do CineSolar e tem sua “estreia mundial” durante a sessão de cinema à noite para a comunidade local.