Homem é condenado a ficar paraplégico na Arábia Saudita

03/04/2013

Por: O Globo

 

Um tribunal da Arábia Saudita condenou um homem de 24 anos a ser paralisado da cintura para baixo por ter apunhalado as costas de um amigo há dez anos, que o deixou hemiplégico, segundo informações da Anistia Internacional, que pediu a revogação da pena nesta terça-feira. Desde então, Ali al-Khawahir está preso e não pôde assistir ao enterro de seu pai.

- Foram dez anos com muitas noites insones - recordou a mãe do jovem preso. - Fico aterrorizada quando penso na possibilidade de paralisarem o meu filho.O réu poderia se livrar da pena com o pagamento de indenização no valor de € 211 mil à vítima. A mãe do acusado, de 60 anos, informou ao jornal “Al Hayat” não ter conseguido juntar o dinheiro.

O tribunal não precisou o que será feito para cumprir a pena se o jovem não pagar a indenização, mas suspeita-se que a medula espinhal poderia ser cortada. A lesão suprimiria o movimento voluntário e a sensibilidade da cintura para baixo, o que geralmente leva ao mau funcionamento intestinal, genital e da bexiga.

A Anistia Internacional classificou a sentença de “revoltante” e pediu que não seja aplicada como ocorreu em um caso similar em 2010. A organização lembra que seria uma violação da Convenção contra a Tortura da ONU assinada pela Arábia Saudita.