"Para continuar com a concessão, Globo precisa estar arrumadinha", diz Bolsonaro

23/11/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: poder360.com.br

 

Nesta segunda-feira, em um encontro com apoiadores no seu tradicional “cercadinho” no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro voltou a alfinetar a rede Globo, afirmando que a emissora carioca deverá estar “arrumadinha” caso queira renovar a concessão pública para operar. De acordo com o atual chefe do executivo federal, não haverá perseguição, mas a empresa televisiva terá que apresentar suas “certidões negativas”. 

 

Durante a conversa com os adeptos, a qual foi transmitida por um canal bolsonarista no Youtube, Jair Bolsonaro ressaltou que terá uma reunião com a cúpula da TV Globo em 2022, a fim de tratar do assunto da concessão. “A Globo tem um encontro comigo no ano que vem. Encontro com a verdade. […] É igual parada matinal [do quartel]. Tem que estar arrumadinha como qualquer empresa”, salientou o presidente.

 

Ainda em 2019, o presidente já havia ameaçado não renovar a concessão da rede Globo, alegando que a emissora promovia um “jornalismo sujo” e deveria pagar “tudo que deve” se quisesse continuar no ar. Ademais, em uma viagem à Cascavel, no Paraná, levantou uma placa com a frase “Globo lixo”, a qual é reiterada pelos seus seguidores. 

 

Para cancelar a renovação de qualquer veículo de imprensa, o presidente precisa da anuência do Congresso Nacional por meio de votação nominal. No entanto, o contestado pode recorrer na justiça da decisão. Conforme dados apresentados pela Lei de Acesso à Informação, obtidos no início de novembro, as grandes empresas de TV devem R$ 448 milhões ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A dívida dobrou desde janeiro de 2020, última vez que o levantamento foi realizado.