Representantes da Tribo Fulni-ô, de Águas Belas (PE), concede entrevista ao Potiguar Notícias

30/03/2022


Foto: Dayane Araújo
 
Na tarde desta terça (29), a Tribo Fulni-ô, da aldeia de Águas Belas - em Pernambuco, concedeu uma entrevista ao Potiguar Notícias falando a história e os desafios da Tribo no solo nordestino. 
 
De acordo com o responsável que reside há muito tempo em Águas Belas (PE), ainda existe rejeição. Em relação aos atendimentos básicos na saúde, Fowá, diz ser pela FUNAI, o que não deixa a desejar em nada. Na educação, além das escolas tradicionais, na aldeia tem uma escola específica em belingue, onde o Portugues e a língua da tribo a Yaathê é ensinada. 
 
A tribo hoje é única nação entre no nordeste brasileiro que mantém a língua original, a aldeia tem 6500 indígenas, estarão em solo potiguar até o final do mês de abril, divulgando a cultura indígena. 
 
Além da língua, a cultura e os costumes são mantidos pela tribo, o índio ressaltou o Ouricuri, o que eles chamam de local sagrado, da cultura religiosa deles, onde se reservam por 90 dias para se limpar e se consagrarem para que possam vencer os desafios da vida. 
 
Outra característica da tribo é o corpo pintado, o qual a fruta usada para isso é o Genipapo com a coloração preta, e o urucum para a coloração vermelha. 
 
Estiveram presentes na PNTV o Fowá, Thxalê, Feuyá e o Lefetyá.