Conselho de enfermagem de SP anuncia apuração de denúncia de Klara Castanho sobre vazamento

26/06/2022


Foto: Carine Wallauer/UOL/Folhapress

 

O Coren-SP (Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo) declarou em nota publicada em seu site neste domingo (26) que irá apurar a possível infração ética praticada por uma profissional de enfermagem que teria vazado as informações referentes à atriz Klara Castanho, 21.

 

Klara revelou neste sábado (25) que foi vítima de um estupro e manteve a gestação, entregando a criança para adoção após o nascimento. A atriz relatou que, ainda sob o efeito da anestesia do parto, uma enfermeira a ameaçou com o vazamento da sua situação.

 

 

"No dia em que a criança nasceu, eu, ainda anestesiada do pós-parto, fui abordada por uma enfermeira que estava na sala de cirurgia. Ela fez perguntas e ameaçou: 'Imagina se tal colunista descobre essa história'. Eu estava dentro de um hospital, um lugar que era para supostamente para me acolher e proteger", escreveu Klara em seu Instagram.

 

Segundo o site Notícias da TV, o marido de uma enfermeira ligou para a Record, RedeTV! e colunistas que escrevem sobre celebridades para vender informações sobre o parto em maio deste ano. Uma fonte da reportagem explicou ao "vendedor" que jornalistas não pagam por informações e que o homem ficou furioso. Ele dizia que a "esposa era enfermeira de um hospital e que tinha uma bomba da Klara Castanho. Queria dinheiro"

 

Leia a íntegra da nota do Coren-SP

"O Coren-SP, assim como a sociedade brasileira, tomou ciência neste final de semana da situação exposta por atriz, que menciona, em uma carta aberta, ter sido alvo de ameaça de uma enfermeira e a seguinte confirmação por colunista da imprensa a respeito de informações sobre a entrega para adoção de um bebê fruto de um estupro.

 

Compete ao Coren-SP apurar as situações em que haja infração ética praticada por profissional de enfermagem e adotar as medidas previstas no Código de Processo Ético dos Conselhos de Enfermagem (Resolução Cofen nº 370/2010).

 

Nesse sentido, o conselho seguirá os ritos e adotará os procedimentos necessários para a devida investigação, como ocorre em toda denúncia sobre o exercício profissional. Assim, o Coren-SP ressalta a cautela necessária sejam tomadas as medidas corretas para a apuração dos fatos.

 

O conselho manifesta sua solidariedade à atriz e reafirma seu compromisso cotidiano com a ética profissional da enfermagem e com a segurança da assistência prestada pela categoria. Tão logo venha a dispor das informações necessárias para a investigação, o Coren-SP reforça que todos os procedimentos para apuração serão devidamente realizados."