Frigorífico potiguar recebe selo e expandirá venda de pescado no país

27/08/2020


Foto: Secretaria da Agricultura do RN / Governadora Fátima Bezerra entrega selo SISBI ao Frigorífico Costa Azul, em Canguaretama
 
O setor produtivo de alimentos de origem animal teve uma grande conquista que vai impactar em toda a cadeia produtiva, sobretudo na área de aquicultura.  Nesta quarta-feira (26) o Frigorífico Costa Azul, localizado às margens da Br 101, no município de Canguaretama recebeu do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte - IDIARN o primeiro Selo SISBI - Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA. O selo foi entregue pela governadora Fátima Bezerra e pelo vice-governador Antenor Roberto, ao proprietário do frigorifico Costa Azul, Helder Lincon.
 
Ao obter o selo SISBI, a unidade de processamento de camarão e pescado, principalmente os peixes panga e tilápia, passará a comercializar seus produtos em todo o país. O estabelecimento que já possuía o registro no Instituto de Desenvolvimento e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte - IDIARN,  tem uma parceria comercial com a Cooperativa dos Aquicultores do Rio Grande do Norte - COOARN e o grupo paraibano Guaraves, que desenvolve atividades no estado.
 
Na visão do secretário da Agricultura, da Pecuária e da Pesca no RN, Guilherme Saldanha, a concessão do selo a uma empresa potiguar é uma conquista do setor produtivo permitirá uma expansão comercial e maior competitividade à pecuária do Rio Grande do Norte. “É um passo muito importante para o desenvolvimento da pecuária potiguar. A certificação do SISBI garante ao nosso produto a segurança jurídica e alimentar para que ele possa ser comercializado em todo o território nacional”, comemora Saldanha.
 
O gestor do Projeto de Aquicultura do Sebrae-RN, Marcelo Medeiros, destaca a importância da obtenção do Selo SISBI pelo frigorífico norte-rio-grandense, que a partir de agora está autorizado à comercializar sua produção em todo o país. “A conquista deste selo demonstra que aonde existe uma atividade organizada e com o apoio governamental, é possível vislumbrar o desenvolvimento local”, avalia Marcelo. Já o diretor administrativo da COOARN, Emerson Caldas, a conquista do SISBI trará grande impacto na geração de emprego e renda, a partir da comercialização, em todo o país, do pescado produzido pelos cooperados. “A expansão do mercado é essencial para o desenvolvimento da aquicultura potiguar. Além de beneficiar outras atividades produtoras de alimentos de origem animal”, comemora Emerson.
 
O evento contou com a participação do superintendente estadual do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Mapa/RN, Roberto Papa, secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, Alexandre Lima, diretor-presidente do IDIARN, Mário Manso,  presidente do Sistema Faern/Senar, José Vieira, e integrantes da Cooperativa dos Aquicultores do Rio Grande do Norte - COOARN.
 
O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), que é responsável por padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a segurança alimentar. A expectativa dos produtores é que o SISBI contemple toda a cadeia produtiva, incluindo além do pescado, os segmentos de leite e derivados, avicultura e apicultura, entre outros.