UFRN discute políticas públicas contra o racismo

14/05/2021


Foto: Foto: Cícero Oliveira – Agecom/UFRN
 
Com o intuito de discutir políticas públicas que visem a igualdade de direitos, o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, se reuniu com a vereadora do município de Natal, Brisa Bracchi, e o diretor da União Estadual dos Estudantes (UEE) e representante do coletivo Enegrecer, Herbert Goulart. O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira, 13 de maio, data de reflexão e luta contra o racismo.
 
A vereadora Brisa Bracchi explicou que, apesar de 13 de maio marcar oficialmente a abolição da escravatura, a data representa a luta do povo negro contra as desigualdades que, ainda nos dias atuais, estruturam o racismo no país. Já o diretor da UEE e representante do Enegrecer, Hebert Goulart, destacou a importância do Estado na criação e execução de iniciativas que promovam, verdadeiramente, a igualdade de direitos.
 
Nessa perspectiva, eles entregaram ao reitor Daniel Diniz a carta Povo negro por direitos!, na qual o movimento negro se coloca à disposição para construir iniciativas de combate ao racismo estrutural nas instituições. Entre as pautas sugeridas para a UFRN, foi destacada a criação de cotas nas seleções da pós-graduação. “Sabemos que cada programa de pós-graduação tem autonomia, mas queríamos abrir esse diálogo junto à Reitoria, que tem se mostrado sensível para receber essas questões”, disse Brisa.
 
O reitor Daniel Diniz colocou a UFRN à disposição na elaboração e implementação de políticas públicas que promovam a igualdade de direitos. Na luta contra o racismo, o gestor lembrou que a universidade, recentemente, institucionalizou os procedimentos de heteroidentificação nos processos seletivos. Sobre a pós-graduação, o reitor contou que a universidade está elaborando um novo regulamento e que a criação de cotas nas seleções será incluída para deliberação da comunidade universitária.

Fonte: Williane Silva de Ascom-Reitoria UFRN