Pesquisa realizada em Patu traça avaliação na área administrativa e política

30/07/2021


 
 
Em pesquisa de opinião pública realizada na cidade de Patu, recentemente, que avaliou a gestão Rivelino Câmara; um comparativo entre a 1ª administração (2017/2020) e os 200 primeiros dias do atual governo; Obras/ações mais emergenciais no município e a aceitabilidade das medidas restritivas de enfrentamento à pandemia.
 
Também foi aferido a intenção de voto para o pleito de 2022 e uma breve e antecipada sondagem para 2024. Contudo, estes dados de intenção de votos é para consumo interno e não serão veiculados.
 
APROVAÇÃO/REJEIÇÃO DO GOVERNO MUNICIPAL
 
A nova gestão, que completou 200 dias recentemente, obteve 66,21% de aprovação, sendo 14,14% compreendido que a administração municipal é “ÓTIMA” e 52,07% avaliando como “BOA”. Veem o governo patuense como “REGULAR”, 16,09%.
 
Rejeitam o modelo administrativo implantado pelo atual gestor, 11,57%, distribuídos em 4,87% que analisam como “RUIM” e 6,70 compreendendo que a administração da terra da Serra do Lima é “PÉSSIMA”.
 
Outros 6,09% dos entrevistados não responderam ou preferiram não responder o questionamento.
 
 
COMPARATIVO ENTRE 2017/2020 E OS 200 PRIMEIROS DIAS DE GOVERNO ATUAL
 
Em um comparativo entre a 1ª administração Rivelino Câmara e os 200 primeiros dias da atual gestão, ver-se que 30,48% avaliam como melhor o quadriênio 2017/2020. Já 35,12% avaliam que os 200 primeiros dias do governo atual, é melhor.
 
Compreendem 28,29% que os dois períodos são iguais, ou seja, não há diferença entre ambos.
 
Não souberam ou preferiram não responder, totalizou 6,09%.
 
 
OBRAS/AÇÕES EMERGENCIAIS NO MUNICÍPIO
 
A população tem como maior anseio, pavimentação, com 14,63% da preferência dos entrevistados. Seguido de Saúde, com 10,36% e Saneamento Básico, que obteve 7,92%. Outros itens como Hospital; Praça; Creche; Limpeza Pública; Casas Populares; Geração de Emprego e Renda; Educação; PSF; Abastecimento d’água; Iluminação Pública; Quebra-Molas e Segurança Pública, juntas somaram 26,72%.
 
Não responderam ou não desejaram responder, totalizou 40,24%.
 
 
SOBRE AS MEDIDAS DE ENFRENTAMENTO AO CORONAVÍRUS
 
Após Decreto e Resoluções buscando combater a pandemia, ver-se conforme dados da pesquisa realizada em Patu, que 53,65% concordaram com todas as limitações impostas pelo governo municipal. Outros 29,87% aprovaram em partes, as medidas.
 
Já 10,36% discordaram plenamente das decisões supracitadas e 6,09% preferiram não responder ou não souberam responder.