Já presente em quatro continentes, variante da covid-19 pode ter chegado ao Brasil. Anvisa investiga

29/11/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: poder360.com.br

 

A Ômicron, nova variante da Covid-19 e que já está presente em quatro continentes (África, Ásia, Europa, Oceania), pode ter chegado ao Brasil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) investiga o caso de um passageiro brasileiro que viajou pelo continente africano e desembarcou no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos-SP. Ainda não há, no entanto, confirmação de que trata-se de contaminação pela nova mutação. 


Apesar da preocupação de cientistas e autoridades mundiais em torno da nova variante, Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, em declaração neste domingo (28), adotou uma postura de cautela ao falar sobre a ômicron. “Os cuidados com a Ômicron são os mesmos tomados com cepas anteriores e trata-se de uma variante de preocupação e não de uma variante de desespero. Eu asseguro que as autoridades sanitárias brasileiras têm todas as condições para assistir a população", salientou Queiroga.


Ainda no que tange à possível chegada da nova cepa no Brasil, Marcelo Queiroga, em suas redes sociais, ressaltou a consistência do processo de vacinação, além do trabalho conjunto com estados e municípios para combater o vírus. "A principal arma que nós temos para enfrentar essas situações é a nossa campanha de imunização. E as autoridades sanitárias dos Estados e dos municípios, com o Ministério da Saúde, estão trabalhando para que tenhamos uma segurança cada vez maior.", afirmou o responsável pela pasta da Saúde. 


Em conformidade à fala do ministro Queiroga, Sérgio Yoshimasa Okane, secretário de Atenção Especializada à Saúde, apontou estratégias do Ministério para um eventual aumento de casos no país. “Algumas unidades de saúde, que foram fechadas com a diminuição dos casos, poderão ser reabertas. O ministério tem uma reserva estratégica (de medicamentos do chamado 'kit intubação'), caso haja um aumento do número de pacientes que necessitem. Nós temos recursos, insumos para um eventual aumento do número de casos", disse.


A partir desta segunda-feira, o Brasil começa a adotar medidas restritivas a viajantes de outros países. Até agora, os casos da Ômicron foram identificados na África do Sul, Reino Unido, Alemanha, Itália, Holanda, Dinamarca, Bélgica, Botsuana, Israel, Austrália e Hong Kong. Ademais, a Áustria avalia um caso suspeito. A França, por meio do seu ministro da Saúde, Olivier Veran, admitiu que a cepa deve estar em circulação no país.