Ananda Carvalho

14/03/2019
 
"Capitã Marvel": Representatividade no cinema (e também Feminismo) 
 
Assisti há pouco, o filme "Capitã Marvel" nos cinema, e eu sei que faz pouco tempo desde que falei de filmes de heróis aqui, mas, quero usar esse filme específico para puxar outros assuntos. 
 
Obviamente houve críticas ao filme, muitos não gostaram muito ou o consideraram inferior a outros do estúdio (Marvel). Eu pessoalmente amei o filme, pela questão da representatividade em parte também, admito. Mas é um filme divertido, além de explicar algumas pontas soltas, e correspondeu a minhas expectativas e admito ter sido bem satisfatório ver a atriz Brie Larson descendo a porrada em metade do elenco.
 
Falando mais da representatividade, pelo menos pra mim, foi literalmente arrepiante ver uma das maiores e mais fortes heroínas nas telas daquele jeito. Ainda mais sendo o primeiro filme de uma heroína da Marvel (já estava mais do que na hora de ter um filme protagonizado por uma mulher).
 
Afinal, não é segredo para ninguém que o Feminismo continua como um dos assuntos mais pautados no Brasil. E é muito gratificante ver cada vez mais mulheres fazendo história dentro e fora das telas. Como no caso de Lady Gaga que ganhou o Oscar de melhor Canção por “Shallow”. Estou citando mais os casos atuais e cinematográficos, o que obviamente contam com muitos outros exemplos.
 
Obviamente não é de hoje que filmes com a temática feminista são feitos e premiados, mas citando alguns dos que mais me marcaram como "Frida", creio que a artista dispensa apresentações, um filme lindo tanto pela história como pelo visual; "Guerra dos sexos", um filme de 2017, sobre um grupo de jogadoras de Tênis que luta pela igualdade nos prêmios, que eu não esperava que fosse tão bom; uma animação que marcou completamente a minha infância e que direta ou indiretamente lida com vários assuntos delicados e tudo com muita beleza, é "Persépolis", esse especificamente eu acho que deveria ser um filme quase obrigatório na passagem pela Terra de qualquer mulher, de tão lindo e importante que é.
 
Acho que nesse momento, em que infelizmente aumenta cada vez mais a violência contra mulher, é muito importante trazer o assunto do Feminismo cada vez mais a tona, principalmente, desde cedo na vida das crianças, e cada vez mais se citar isso em desenhos, filmes infantis, etc.
 
E pode parecer que não é algo tão importante, em meio a tantos problemas, mas é colocando desde cedo essa pauta nas casas, nas escolas e nas vidas das pessoas para haver uma conscientização maior e quem sabe um futuro melhor.