Adurn Sindicato reafirma em nota caráter ditatorial do golpe de 1964

31/03/2020


 
O Adurn Sindicato lançou nota em relação à data de hoje, 31 de março, confira:
 
"Na noite de 31 de março de 1964, começava uma das páginas mais sombrias da história desse país, quando tanques marcharam em direção à capital federal, para consumar o Golpe no dia 1° de abril, derrubando um governo democrático e lançando o país em 21 anos de Ditadura.
 
O ADURN-SINDICATO nasceu da luta contra a Ditadura e foi fruto da organização do Movimento Docente na defesa da democracia e, portanto, é uma entidade de natureza democrática e que defende o fortalecimento dela.
 
Não podemos e não devemos tergiversar sobre a natureza do que aconteceu em 1964, sob pena de não compreenderemos, inclusive a fragilidade da nossa democracia, hoje enferma e sob ameaça constante, vinda de onde não deveria vir.
 
Lembrar o Golpe de 64 como um marco da história desse país é fundamental, mas como um momento de descontinuidade da democracia e do seu fechamento, e cujo legado foi um país endividado e com uma estrutura de poder corrupta, com reflexos até hoje.
 
A democracia não deve conviver com o saudosismo das vivandeiras de 64, e o ADURN-SINDICATO não hesita em defender o fortalecimento das instituições republicanas.
 
#DitaduraNuncaMais
 
Diretoria do ADURN-Sindicato"