Cartilha do Sebrae orienta hotéis e pousadas a retomar atividades com segurança

17/06/2020


Foto: Agência Sebrae Yves Guerra:
 
Os meios de hospedagem estão entre os empreendimentos com alto de risco de contaminação do novo coronavírus (Covid-19) devido à grande rotatividade e circulação de turistas nacionais e internacionais. E por isso também foi um dos mais atingidos pelas medidas de contenção à pandemia. Estimativas do Sebrae indicam que as empresas desse ramo tiveram perdas no faturamento semanal que variam entre 88% e 75% em comparação com o período pré-Covid. Para orientar o setor a retomar as atividades com foco na bioprevenção, o Sebrae no Rio Grande do Norte lançou uma cartilha para estimular os empreendimentos a prevenir e mitigar os riscos.
 
A publicação traz uma série de informações, protocolos de condutas e regras internas para fornecedores, distribuidores, visitantes, clientes e colaboradores, que podem servir como medidas preventivas e ajudar os empreendedores desse segmento a voltar a funcionar de forma segura. Denominada ‘Reiniciando as Atividades com Segurança’, a cartilha é voltada especialmente para os meios de hospedagem e faz parte da Trilha Saúde Coletiva, que traz uma série de medidas preventivas à Covid-19.
 
São informações sobre condutas de higiene e etiqueta respiratória, que ajudam a evitar ou pelo menos diminuir o risco de contaminação a todos os envolvidos na empresa. Além disso, traz dicas e recomendações comuns a todos e também destinadas a colaboradores e terceirizados, assim como nas atividades gerais e nos serviços prestados aos hóspedes. O material está disponível para download no portal do Sebrae (rn.sebrae.com.br/bioprevencao)
 
Estimativas do Sebrae indicam que as empresas desse ramo tiveram perdas no faturamento semanal que variam entre 88% e 75% em comparação com o período pré-Covid.
“Esse material visa justamente orientar os empresários do setor de meio de hospedagem a prepararem seus empreendimentos para a retomada da atividade turística. A ideia é orientá-los com relação aos procedimentos, boas práticas higiênico-sanitárias contra a Covid-19. Aplicando as orientações, ele terá um diferencial competitivo no mercado”, avisa o analista do Sebrae-RN, Yves Guerra, que é gestor do projeto Investe Turismo.
 
Segundo Yves, a cartilha orienta os empreendedores a implementarem os procedimentos de bioprevenção  em várias áreas do empreendimento turístico,  da reserva e recepção até as acomodações. “Esses empreendimentos tem várias estruturas, como setor de alimentação e área de lazer, que precisam seguir protocolos necessários à segurança de todos. Queremos que cada um adeque as regras de acordo com as particularidades da empresa, elaborando os seus próprios protocolos e identificando os pontos de riscos de contaminação”, recomenda Guerra.
 
Programa Reinicie
 
A cartilha é apenas uma das ações do programa Reinicie, lançada pelo Sebrae-RN em parceria com o Governo do Estado para auxiliar e conscientizar o empresariado a retomar o funcionamento das empresas dentro da realidade do momento vivido pela pandemia provocada plo novo coronavírus em todo o mundo. “Estamos imersos em uma pandemia caracterizada por um vírus que tem alta capacidade de disseminação. Isso implica em risco de colapso do sistema de saúde e da economia”, adverte a gerente da Unidade de Desenvolvimento Setorial do Sebrae-RN, Lorena Roosevelt, sobre a importância do programa de prevenção e segurança.
 
O Sebrae desenvolveu, com o suporte da Vigilância Sanitária, cartilhas nas áreas da indústria, comércio, serviços e meios de hospedagem. Os conteúdos traduzem os protocolos do Ministério da Saúde para a linguagem e realidade dos pequenos negócios. O objetivo é difundir em alta escala essas informações para ajudar as pequenas empresas no processo de adaptação e convivência com o coronavírus, minimizado o perigo de contaminação. Todo esse material está acessível na página www.rn.sebrae.com.br/bioprevencao/.
 
Lorena Roosevelt explica que cada segmento econômico possui especificidades no que tange à estrutura, processos, contato com clientes, fornecedores e colaboradores, e isso requer a aplicação de medidas claras, objetivas e de fácil assimilação para criar novos hábitos de higiene e distanciamento entre pessoas – objeto das cartilhas já elaboradas e publicadas.
 
Além das cartilhas que foram desenvolvidas em nível local, o Sebrae Nacional disponibiliza protocolos segmentados para salões de beleza, clínicas médicas, academias de ginástica, alimentos e bebidas, varejo da moda, entre outros segmentos importantes da economia nacional.