Conexão Potiguar recebe o médico Geraldo Ferreira, presidente do SINMED

28/03/2021

Por: Redação PN

 

 

         Nesta segunda-feira, às 6h 30, no programa Conexão Potiguar, pela Band Natal em parceria com a TV digital Potiguar Notícias, o jornalista Pinto Junior recebe o médico Geraldo Ferreira, presidente do SINMED-RN (Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte), que fala sobre o momento da pandemia do novo coronavírus no Brasil, além da mudança no Ministério da Saúde e o processo de vacinação.

          Segundo o presidente, apesar de historicamente, como foi no caso da Gripe Espanhola, a segunda onda de contaminação ser arrasadora, sua expectativa era de que teríamos aqui um quadro mais leve. Para ele, há duas perspectivas no que se refere à pandemia no Brasil: uma terceira onda, a qual já está disseminada pela Europa, ou, devido à aceleração no processo de vacinação, é possível haver uma contenção na proliferação do vírus e uma consequente queda no quadro de contaminação.

         Em relação às mortes de pessoas mais jovens em deccorrência da pandemia, o médico explica: "essa doença atinge indinstintamente a todos. Em visitas aos hospitais do estado, de fato é possível aferir que o número de pacientes abaixo dos 60 anos é surpreendente. Uma resposta plausível para esse fato pode ser encontrada nessa variante do vírus, a Cepa, que, além de ter uma transmissibilidade maior e ser mais violenta que a anterior, também afetou a outros grupos etários. Ademais, pelo maior grau de contaminação, os jovens, por conseguinte, estão mais expostos ao vírus".

         No que concerne à sua expectativa ao processo de vacinação e à troca no Ministério da Saúde, Geraldo Ferreira ressalta: "não há outra opção viável para o nosso país que não seja a de avançarmos com a vacinação dos cidadãos, e, sobre isso, parece que finalmente o atual presidente entendeu. Nesse sentido, o novo ministro, independentemente de quem seja, precisa ser alguém para propor medidas junto ao governo federal, a fim de garantir a preservação da vida das pessoas", finaliza.

 

Para assistir à entrevista, acesse o link:https://youtu.be/y456QXpnPj8