Snowden tem a intenção de permanecer na Rússia, diz advogado

24/07/2013

Por: EFE e REUTERS

MOSCOU - O ex-técnico da CIA Edward Snowden, responsável por vazar para a imprensa a existência de programas de espionagem em escala mundial do governo americano, não deve mais deixar o aeroporto russo e tem a intenção de permanecer no país por um tempo, afirmou nesta quarta-feira, 24, seu advogado, Anatoli Kucherena.

Snowden, segundo o advogado, quer aprender o idioma russo, conhecer os costumes e a cultura local e percorrer o país. Um mês após pousar em Moscou vindo de Hong Kong, o ex-técnico da CIA continua na área de trânsito do aeroporto Sheremétievo. "Hoje eu comprei várias camisetas e calças para que ele possa ao menos trocar de roupa. Nas condições que ele vive hoje, não há nem uma lavanderia", disse Kuherena.

Mais cedo, a agência estatal RIA Novostirussa havia informado que Snowden recebeu os documentos necessários para deixar a zona de trânsito do aeroporto, mas seu advogado desmentiu a informação e disse que seu cliente ainda espera os documentos.

De acordo com Kucherena, os documentos que permite que Snowden deixe o aeroporto e viva na Rússia ainda não foram entregues por "problemas burocráticos". O advogado ressaltou, no entanto, que a concessão de asilo temporário no país "não está decidida" por se tratar de "uma situação única para a Rússia".

"Nunca tivemos casos parecidos ou solicitações como esta. Por isso, há um procedimento a ser seguido e cumprido pelo serviço federal de migração", explicou Kucherena.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse, na semana passada, que Snowden poderia ficar na Rússia apenas se parasse de divulgar detalhes dos programas de espionagem americanos. O ex-técnico da CIA teve ofertas asilo diplomático de três países latino-americanos - Venezuela, Bolívia e Nicarágua - mas não tinha como deixar o aeroporto e receber os documentos necessários nas embaixadas desses países em Moscou.

Fonte: O Estado de S. Paulo