Artigo: Reeducação Consciencial e Projeção Consciente

17/03/2014

Por: Ana Claudia Prado

A partir da segunda metade do século XX, o termo reeducação passou a ser interesse de várias linhas do conhecimento humano. A popularização desta ação tornou a reeducação consciencial acessível a qualquer pessoa interessada nas reciclagens dos seus valores, ou a chamada virada de mesa.

A reeducação é um processo que implica na desconstrução ou reciclagem de conhecimentos, práticas ou técnicas ultrapassados. Por exemplo, na sociedade, observa-se a realização de várias companhas de reeducação com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da pessoa. Embora sejam organizadas de forma segmentar, contribuem para a conscientização da necessidade de mudar, para melhor, o comportamento.

Pela Conscienciologia, a reeducação consciencial é a ação ou processo de tornar a educar ou reeducar através de meios e métodos específicos, a fim de qualificar a consciência (ego, alma, personalidade, princípio inteligente) para a execução de sua programação existencial (missão de vida), assentada nos princípios da evolução consciencial.

A crise existencial, relatada por muitas pessoas como a sensação de insatisfação consigo mesma, gerando desmotivação para as realizações pessoais, é, entre outros, um fator que desencadeia o interesse pelo processo de reeducação.

Pela Autopesquisologia, especialidade da Conscienciologia que estuda a técnica de autopesquisa, o que a consciência precisa reeducar, reaprender ou fazer para criar novas sinapses é definido pela aplicação da autopesquisa conscienciológica. Esse modelo de pesquisa envolve, simultaneamente, o investigador, no caso, a consciência, e o objeto de pesquisa, no caso do exemplo citado acima, a crise existencial.

Nesse contexto, a reeducação consciencial transcende a abordagem simplista, com base no paradigma convencional, para uma abordagem mais ampla e integral, com base no paradigma consciencial, modelo de investigação da consciência multidimensional, multiexistencial.

A autopesquisa segue um ciclo investigativo que vai desde o levantamento de dados dos incômodos pessoais até a elaboração de meios e estratégias de autossuperação ou autorreeducação. Esse método estimula o autodidatismo e a autonomia consciencial, requisitos para a reeducação programada.

O autoesclarecimento é a base da reeducação consciencial que depende, a priori, de um posicionamento da própria consciência. Inicia-se pelas experimentações pessoais, favorecendo a deslavagem cerebral, desrepressão, profilaxia das imaturidades, conduzindo à autoevolução.

A projeção consciente, também chamada de viagem astral, desdobramento, experiência extracorpórea, experiência-fora-do-corpo, é um fenômeno parapsíquico no qual ocorre a projeção da consciência para fora do corpo físico, permitindo sua atuação em outra dimensão. Este fenômeno é estudado pela Projeciologia e se constitui no meio mais eficaz de reeducação da consciência, em razão de possibilitar a autopesquisa de suas manifestações de modo abrangente e integral.

A experiência projetiva, geralmente, promove de imediato uma reavaliação da forma de pensar, sentir e agir vivenciada no dia a dia. Funciona como um catalisador da reeducação.

Ao sair do corpo, vivenciando a projeção da consciência com lucidez, durante o período do sono, a consciência percebe que continua pensando, sentindo e interagindo em outra dimensão. Esta experiência traz para quem a vivencia a convicção íntima da continuação da consciência após a morte e de sua atuação multidimensional.

O autoconhecimento obtido por intermédio da projeção consciente favorece a compreensão do processo evolutivo. Contudo, para efetivar a reeducação é necessária a reciclagem intraconsciencial (renovações íntimas) e a reestruturação dos pensenes (pensamento, sentimento e energia), com reflexos na mudança de valores e comportamentos.

A aplicação do discernimento, da criticidade e a reflexão potencializam a reeducação programada, permitindo definir o que é prioritário a ser renovado no microuniverso da consciência no atual momento evolutivo.

A Evoluciologia, especialidade da Conscienciologia que estuda a evolução da consciência de modo integral, considera que toda consciência evolui, não escapando, de forma alguma, desta condição. A busca pela renovação dos pensenes, fundamentada no princípio da descrença (autoexperimentação) envolve a articulação, com cosmoética (moral cósmica, além da moral humana), entre os atributos mentaissomáticos e as autovivências projetivas e, por consequência, otimizam o processo de evolução pessoal e grupal, na condição de exemplarista de consciência reeducadora.

Você já pensou em ser uma consciência reeducadora, a partir do autoexemplo?

 

Informações sobre a Projeciologia e a Conscienciologia - INTERCAMPI – Associação Internacional dos Campi de Pesquisas da Conscienciologia – Av. Antônio Basílio, 3006 – Ed. Lagoa Center, sala 901 – Lagoa Nova, Natal/RN. Informações: 84-3211-3126/8726-2987; intercampi@intercampi.org; www.intercampi.org.

Fonte: Intercampi