Veja quem é quem no Tem Verão Som Natal

09/02/2014


 O novo projeto musical da cidade Tem Verão Som Natal nasceu com estilo definido. A marca é o olhar à boa música produzida no estado potiguar e no cenário nacional, sem apelo popular e pautado apenas no que a crítica especializada e as mais prestigiadas premiações da música brasileira reconhecem. Já no primeiro ano de realização – com patrocínio da Skol, via Lei Câmara Cascudo –, a mostra de qualidade está comprovada nas atrações, dividida em dois dias (15 e 16), no palco montado no Largo do Teatro Alberto Maranhão (Ribeira). Os shows – com acesso livre – começam a partir das 18h. Veja quem é quem no ‘Tem Verão’:

 

DIA 15 (SÁBADO)

 

Talma&Gadelha: O Talma&Gadelha é hoje uma das bandas mais populares do Rio Grande do Norte, com apenas três anos de trajetória e dois álbuns já lançados – Matando o Amor (2011) e Maiô (2013), já listados entre os melhores do ano em diversos sites de música especializada – e com recorde de downloads na internet. A banda faz uso do amor em variadas vertentes e ritmos nas composições, com refrões que já caíram no gosto do público natalense e de outros recantos nordestinos. Com o apoio do combo cultural DoSol, já produziram três clipes, fizeram parcerias com artistas como a Andreia Dias (SP) e já excursionaram por São Paulo, Bahia, Fortaleza, Paraíba e colecionam eventos importantes como o Pratas da Casa do Sesc Pompéia (SP) e festivais como o Feira da Música (CE), Feira Noise (BA), Suíça Baiana (BA), Festival Dosol (RN), Mada (RN) e Festival Bananada (GO). Além de show ao vivo no Trama Virtual, transmitido pela TV Cultura.

 

Criolina: A dupla maranhense, formada por Luciana Simões e Alê Muniz conquistou o Prêmio da Música Brasileira em 2011, na categoria Melhor Álbum, com o CD Cine Tropical, que também foi eleito pelo jornal O Estado de São Paulo um dos 20 melhores CDs daquele ano. O Criolina faz um show vibrante, dançante, que vai além do entretenimento. Música com letras fortes, trabalhando com os sotaques nordestinos em formato contemporâneo. A sonoridade é moderna e permite o uso de samplers e programações eletrônicas, mistura ritmos, como rock, funk e ska às levadas regionais, como tambor de crioula, toadas de bumba-meu-boi, côco, merengue, boleros, carimbo e sóca. Trilhas de um clima caliente e tropical. Nas letras de Cine Tropical estão romance, aventura, bang-bang, ficção científica e até chanchada – trilhas que conduzem a diversas paisagens musicais do cinema.

 

Dusouto: Pop, funk, ska, música eletrônica, uma enchente de programações eletrônicas e o principal: estilo. O Dusouto é uma banda cuja personalidade está marcada em cada beat autoral, seja pela irreverência mesclada à crítica social, com sotaque potiguar e deferida com ironia, seja pelo groove contemporâneo e único. Os músicos desse trio potiguar vêm de bandas lendárias, a exemplo do General Junkie. Paulo, Gabriel e Gustavo, os três Dusouto são os autores do excelente Malokeiro High Society – um dos melhores álbuns lançados em solo potiguar nos últimos tempos. Antes dele foi lançado o disco homônimo e, por último, o irreverente Cretino, cujo clipe se espalhou rapidamente na internet. O Dusouto arrasta milhares de fãs a seus shows e já ganhou fama nacional em alguns dos maiores festivais de música do país.

 

Cidadão Instigado: A banda foi criada em 1994 pelo compositor, produtor artístico e dos mais in

Fonte: Assessoria de Imprensa