Hermano Morais destaca projeto para instalação do Polo Cloroquímico de Guamaré

23/07/2020


 
O deputado estadual Hermano Morais (PSB) registrou, em sessão plenária remota realizada na manhã da terça-feira (21), sua participação em audiência no Ministério do Desenvolvimento Regional, onde foi apresentar para o titular da Pasta, o ministro Rogério Marinho, um projeto para instalação do Polo Cloroquímico, em Guamaré.
 
“Fomos muito bem recebidos e na reunião, tratamos deste assunto que considero de maior importância para o nosso Rio Grande do Norte. Mais importante ainda, pois ele pode nos tirar dessa situação com economia estagnada, decorrente da crise econômica que o Estado já vivia e foi agravada com a pandemia”, afirmou Hermano Morais.
 
O parlamentar destacou as condições naturais do solo de Guamaré, que “possui os insumos básicos, matéria-prima de gás, sal e calcário”. O aporte natural e privilegiado da região que Guamaré está inserida coloca o município propenso para instalação de uma Indústria Cloroquímica como alternativa à indústria do petróleo.
 
Para o deputado estadual Hermano Morais, a reunião foi muito proveitosa e teve uma boa receptividade por parte do ministro. “Tenho a convicção que esse é o projeto estruturante para a economia do RN com a melhor perspectiva e impacto positivo. Havendo esses investimentos o RN estará dando uma grande contribuição ao desenvolvimento do País. Viabilizado, o Polo deverá ser a redenção da economia do Estado, que vive num momento muito difícil”, disse o parlamentar reforçando que “o estudo de viabilidade econômica está em curso e algumas outras providências foram solicitadas pelo ministério e nós percebemos o interesse do ministro em ajudar na viabilização do projeto, por considerá-lo importante não só para o RN, mas também para o desenvolvimento nacional”.
 
Também participaram da reunião em Brasília, o prefeito de Guamaré, Adriano Diógenes; o economista Carlos Alberto Duarte; o deputado federal Rafael Motta; o presidente da Câmara Municipal, Eudes Miranda; os vereadores Miranda Júnior e Edinor Albuquerque; o procurador-geral da Câmara, Mauro Rebouças; o secretário de Indústria, Comércio, serviços, Energia e Projetos Especiais, David Paulino; o economista Carlos Alberto Duarte e o assessor técnico especial do Ministério do Desenvolvimento Regional, o potiguar Soares Júnior.