Danilo Gentili é condenado a indenizar enfermeiros em R$ 41,8 mil

20/04/2021


Foto: Alan Santos/PR

 

O humorista e apresentador Danilo Gentili foi condenado em 1ª instância a pagar uma indenização de R$ 41.800 ao Sindicato dos Enfermeiros de São Paulo por ofensas feitas à categoria em seu perfil no Twitter. Ele ainda pode recorrer.

O juiz André Augusto Salvador Bezerra, da 42ª Vara Cível de São Paulo, também determinou ao Twitter a exclusão da postagem e ordenou que Gentili faça uma retratação em sua conta na rede social, pedindo desculpas à categoria profissional dos enfermeiros.

Em dezembro de 2020, Danilo Gentili escreveu em seu perfil no Twitter: “Vocês sabem se existe um asilo especializado onde as enfermeiras batem umas pros véios? Essa tem sido uma preocupação minha quando penso no futuro. Existe esse tipo de serviço?”.

O sindicato entrou com uma ação pedindo indenização por danos morais. No processo, Gentili argumentou que a piada não causou dano à honra dos enfermeiros, e que ele “exerceu seu direito constitucional à liberdade artística, de humor, de expressão”. Disse que faz um “jogo jocoso” em referência  à comédia italiana clássica “Feios, Sujos e Malvados”, de Ettore Scola.

Bezerra entendeu a postagem como um “grave ato ilícito”, para além do “mau gosto da piada”.

“O réu, conhecido humorista, seguido por milhares de pessoas nas redes sociais, fez uso de sua condição de pessoa pública para ofender toda uma categoria profissional e, assim, legitimar seculares formas de opressão contra as mulheres: inseriu a profissão de enfermeira como uma função a ser ocupada por mulheres para servir sexualmente a ele, o homem branco”, escreveu o juiz.

No despacho, Bezerra afirma que o episódio é “trágico” pelo momento da pandemia. “O mínimo que profissionais, que arriscam suas vidas estando na linha de frente no combate ao novo coronavírus, precisam é de respeito”, declarou.

Fonte: Poder360