Teich diz que deixou ministério por pressão para uso de cloroquina

05/05/2021


Foto: José Dias/PR

 

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich depõe nesta quarta-feira (5) à CPI da Covid no Senado Federal. Ele assumiu o ministério após a saída de Luiz Henrique Mandetta e deixou o cargo em maio de 2020, após menos de um mês no cargo. Em seu depoimento, Teich disse que a insistência do uso da cloroquina por parte do governo foi determinante para sua saída.

"Pedi demissão pelo pedido específico de uso da cloroquina", afirmou o ex-ministro. "Eu não diria fui enganado [ao assumir o Ministério], mas eu não precisaria de um período longo para perceber que eu não teria a autonomia necessária para conduzir as ações", disse Teich.

"É uma conduta que pra mim, tecnicamente, era inadequada [a implementação da cloroquina]. Isso é para qualquer medicamento. Existe uma metodologia para você incorporar um medicamento".

Bate-boca entre senadores

A reunião teve momentos de debate acalorado, que levaram o presidente da comissão, Omar Aziz, a suspender brevemente o depoimento. O motivo da discussão foi o fato de os senadores governistas terem discordado da decisão de Aziz de abrir a palavra para perguntas feitas pela bancada feminina.

Fonte: Congresso em Foco