Jornal Potiguar Notícias recebe o presidente eleito da OAB/RN

26/11/2021

Por: Redação PN
O presidente eleito da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB/RN), Aldo Medeiros, concedeu entrevista, nesta sexta-feira (26) ao Jornal Potiguar Notícias, comandado pelo advogado Luiz Gomes.
 
Durante a entrevista, Aldo Medeiros falou sobre a eleição da OAB/RN, ocorrida aqui no RN no último dia 19 de novembro; eleições da Ordem no cenário nacional, além de um balanço do seu atual mandato e o que a advocacia potiguar pode esperar para o próximo triênio - 2022-2024.
 
De acordo com o presidente reeleito, é preciso, passada as eleições, agrupar novamente todas as forças da advocacia e fazer um trabalho para todos. “A OAB/RN, queiramos ou não, é uma entidade plural. A inscrição dos advogados é obrigatória na Ordem, então precisamos, obrigatoriamente, estar abertos a todas as linhas de pensamento que existem na advocacia”, destacou Aldo Medeiros.
 
Sobre os desafios da nova gestão, que tomará posse em janeiro, para o triênio, Aldo Medeiros disse: “Nós temos, hoje, a obrigação dobrada de fazer uma gestão diferenciada e muito bem sustentada. Sou muito otimista, porque a equipe que foi formada é muito harmônica, não teve disputa de cargo, nem fatiamento”, frisou o advogado reeleito.
 
De acordo com o advogado, e apresentador do programa jurídico, Luiz Gomes, a composição política da chapa foi bem conduzida. “Sou testemunha que a chapa foi formada dentro deste espírito de participação, sem barganha nem nada. Talvez este é o grande diferencial”, destacou o advogado.
 
Ao ser questionado sobre as propostas durante a campanha política e o que a advocacia potiguar pode esperar para o triênio de 2022 - 2024, Aldo Medeiros destacou três vetores importantes como caracterização da chapa formada. “O primeiro vetor é decorrente da paridade aprovado pelo CFOAB, de forma unânime, e nossa missão é tornar isto concreto. Tivemos o cuidado de colocar advogadas e advogados na mesma proporção de atuação e da capacidade de contribuir. O segundo vetor é de territorialmente estar todos em condições iguais. Tivemos a representação das subseccionais e de todas as comarcas jamais vista na história da OAB/RN. Nunca o interior do RN foi tão bem representado numa chapa, inclusive no conselho federal. O terceiro vetor foi o da jovem advocacia, porque metade dos inscritos na OAB/RN tem menos de 6 anos de inscrição”, pontuou Aldo Medeiros.
 
A respeito do braço social da OAB/RN, a Caixa de Assistência dos Advogados do RN (CAARN), Aldo Medeiros avalia como extraordinário, principalmente em relação à pandemia da Covid-19. “Procuramos manter os advogados em condição de acompanhar seus processos virtuais, estabelecer comunicação viável por meio virtual entre os advogados e os tribunais. Criamos o ‘Escritório do Bem’, em nossa Sede, que são estações de trabalho para que a advocacia tivesse como continuar trabalhando. Demos apoio financeiro e material para colegas advogados para resolver diversas questões em relação a pandemia”, disse.
 
Para o advogado Luiz Gomes a advocacia pode ficar tranquila em relação a gestão do Aldo Medeiros. “A gestão, que se inicia em janeiro, será de muita eficácia e energia por conta de tudo que Aldo disse em relação a pluralidade, leveza e jovialidade. Esta é a OAB/RN que queríamos”, concluiu Luiz Gomes.
 
Acompanhe a entrevista, na íntegra, por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=Bp92oFtpHLM