CAFÉ, Centro de Ciências…

28/01/2022

Por: Liliana Borges
Foto: Liliana Borges

 

CAFÉ, Centro de Ciências…

O Centro de Ciência do Café está situado na Vila de Campo Maior, pertencente ao Distrito de Portalegre no Alentejo, especificamente na sub-região Alto Alentejo. O município possui 8.045 habitantes (2021) e está situado a cerca de 225 km de Lisboa, limitando-se ao leste pela Espanha.

Campo Maior é considerada a Capital do Café em Portugal onde foi construída a “Novadelta” em 1984, maior fábrica de café da Península Ibérica pertencente ao Grupo Nabeiro. O Comendador Rui Nabeiro assumiu aos 19 anos a Direção da Torrefacção Camelo, ao longo de sua vida profissional com visão empreendedora criou a “Delta Cafés” em 1961 que deu origem ao grupo empresarial, atualmente lidera o mercado no país.

Em 2014 foi inaugurado o Centro de Ciências do Café que é um espaço único na Europa, o qual é considerado uma obra ímpar, moderna e inovadora. É uma verdadeira simbiose de sentidos como classificam, proporcionando aos visitantes uma viagem no tempo desde sua origem até nossos dias, onde acreditamos fazer parte da história quando percorremos seus 3500 m² com seus inúmeros espaços interativos.

Visitei este magnífico lugar que tem por um de seus objetivos difundir a história e a cultura do café em boa companhia de amigos portugueses. Iniciamos o percurso com apresentação das espécies mais comercializadas no globo o “robusta” e “arábica”, o primeiro é mais forte, mais amargo e possui mais cafeína, o segundo é mais suave e aromático com menos cafeína.

A Senhora Ana Galo, quem atenciosamente nos acompanhou no início da apresentação abriu uma cereja que normalmente seria dois grãos e aquela possuía apenas uma, tivemos o privilégio de conhecer a raridade que é denominada “moca”, resultante de mutação genética da planta. Esta tem mais cafeína e um sabor mais achocolatado.

Continuando o caminho vimos uma coleção de pragas, fertilizantes naturais como insetos, a bela flor do café com colibris que contribuem para polinização dos cafeeiros na América Central e após um grande mapa mundi identificado por cores os países produtores que o Brasil é primeiro colocado com produção de quase o dobro mais que o segundo Vietnã, e seguida pela Colômbia. 

A próxima etapa inicia espaços interativos desde sua origem, história a lendas. Começa com a definição de Maurice Telleyrand, um político francês do século XVIII que conceituou a bebida da seguinte forma: “Preto como o Diabo, quente como o inferno, doce como o amor e puro como um anjo”.

A palavra CAFÉ provém do turco “khave” que deriva do árabe “qahwah” o qual seu significado é “vinho”. Sua origem é incerta, mas provavelmente é oriunda da África na Etiópia, partindo daí no século XIV até a Arábia e após se estendeu por todo mundo nos séculos seguintes até a atualidade com consumo estimado de 400 bilhões de xícaras de café ao ano. 

Diz a lenda que sua origem se deve a um jovem pastor chamado Kaldi. Ele levou suas cabras para pastar, e observou que após comerem um fruto vermelho estavam saltitantes, também, experimentou e sentiu revigorado. Logo mais à noite passou um monge muçulmano e verificou o pastor a dançar juntamente com suas cabras. O monge consumiu o fruto e neste dia rezou com mais fervor e, então, ofereceu aos seus companheiros e, assim, foi difundida pelo mundo como uma bebida excitante e apaixonante…

Ao longo da história os camponeses na região de Campo Maior passaram por muitas fases difíceis, onde o trabalho era escasso, as terras não eram muito férteis, deslocavam a cavalo, burro ou a pé que transportavam sacos e cargas de oito a trinta quilos e, ainda, havia quadrilhas e contrabando, somente em meados dos anos 60 que começou a usar carros.

Com o desenvolvimento da indústria e a tecnologia atualmente a produção de café na região vive outro momento até a excelência de possuir um Centro da Ciência do Café com acervo de mais de 1000 peças, o qual propaga sua história e conhecimentos, como também, promove ações corporativas, atividades educacionais, culturais, lazer, entre várias outras…

Nas paredes há algumas frases que conceitua de forma graciosa a bebida a exemplo: “O café é um bálsamo para o coração e o espírito”. Realmente é como me identifico com esta preciosidade e para finalizar saboreamos um delicioso cafezinho…

Vale muito conhecer, fiquei maravilhada…